CAEO abre inscrições para Curso Básico de Fotografia
arte-inscricoes-periodo

A Casa Amarela Eusélio Oliveira, equipamento cultural da Universidade Federal do Ceará, abre inscrições para o seu Curso Básico de Fotografia. Tradicionalmente ofertado de forma presencial desde 1971, nesta edição nossas aulas acontecerão inteiramente na modalidade online. As inscrições estarão abertas desde 02/09 e vão até 20/09/2021. Serão 28 encontros de mergulho no universo da fotografia e nas técnicas de operação de equipamento, além de uma atividade prática que culminará com uma série de exposições eletrônicas no canal de Instagram da CAEO. 

O Curso terá a quantidade de participantes limitada a 50 pessoas e é destinado a todos os amantes da fotografia. O único prerrequisito é a idade mínima de 16 anos e o pagamento da taxa de inscrição, que tem o valor de R$ 400,00 (quatrocentos reais), efetuado em parcela única, que pode ser realizado através de depósito ou transferência bancária para a conta corrente da Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura – FCPC. Os dados da conta bancária para depósito estão no final deste texto. 

As aulas iniciam dia 21 de setembro e serão ministradas pelo professor Fernando Jorge, às terças, quartas e quintas-feiras, através da plataforma Google Classroom sempre no mesmo horário: 19h30min às 21h, totalizando 60h/a. Se você é um fotógrafo experiente em busca de um novo diálogo com este universo, ou um iniciante nesta linguagem, está convidado para uma experiência que marcou a trajetória de inúmeros fotógrafos do Brasil, como Silas de Paula, Delfina Rocha, José Albano, Tiago Santana, dentre outros. Para garantir sua vaga, acesse a ficha de inscrição por meio deste link https://forms.gle/96Wk14SwM2zuLsQm6 preencha todos os campos com as informações pedidas e depois envie seu comprovante de pagamento para o e-mail cursoscaeo@gmail.com

Lembramos que para ter direito ao certificado de conclusão, o participante precisará possuir 75% de participação nas aulas. 

O professor

Fernando Jorge é fotógrafo e professor de fotografia. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal do Ceará, tem Especialização em Teorias da Comunicação e da Imagem. Possui Mestrado em Comunicação e Artes na Universidade Nova de Lisboa. Expôs em mostras coletivas, como a exposição Terra em Transe, o Festival de Fotografia de Tiradentes 2016 e 2017, os Encontros de Agosto 2011, 2012, 2014 e 2016, bem como no 69º Salão de Abril. Seu trabalho Memento Mori foi contemplado com o Prêmio Chico Albuquerque de Fotografia.

Serviço:

Inscrições – Curso Básico de Fotografia 

Casa Amarela Eusélio Oliveira

Período de Inscrições – 02/09 a 20/09

Início das aulas – 21/09

Término do Curso – 24/11

Programa do Curso – http://www.caeo.ufc.br/cursos/curso-de-fotografia/

 

 

 

 

REVELA 50: “Habitantes” de Celso Oliveira
apresentacao-celso-02

A celebração dos 50 anos da Casa Amarela Eusélio Oliveira (CAEO) não poderia acontecer sem uma homenagem às fotógrafas e fotógrafos que contribuíram com nossa história. Por isso, apresentamos um novo ciclo de exposições eletrônicas da CAEO: o REVELA 50 – uma iniciativa que contempla estudantes, professores e colaboradores com relação profícua com a casa. As edições do evento serão disponibilizadas no site da CAEO, em exposições que compilarão a obra do artista para o público visitante.

Iniciamos, assim, homenageando Celso Oliveira com uma seleção de 50 fotos que oferece um panorama dos seus mais de 40 anos de trabalho: a exposição “Habitantes”.

Nascido no Rio de Janeiro, Celso adotou o Ceará como moradia e como habitante de seus enquadramentos. Através de suas lentes, ajudou a elaborar a imagem do nosso estado para o mundo, expondo na Alemanha, México, França e Holanda, além de integrar o acervo do Houston Center of Photography (EUA) e do MAM (Museu de Arte Moderna – SP). Celso é ainda curador convidado da Varanda Fotográfica Maurício Albano.

IMERSÃO: antes de iniciar a jornada pelas veredas fotográficas de Celso Oliveira, marcadas pelas diversas vivências, ritos e festejos da nossa terra, escute o belo depoimento do fotógrafo – que nos apresenta a exposição “Habitantes” enquanto reflete sobre suas paixões, percepções e relação com a Casa Amarela Eusélio Oliveira – e se deixe levar pela trilha-sonora que o acompanhará.

http://www.caeo.ufc.br/wp-content/uploads/2021/06/Celsoaudioexposição2.mp3

apresentacao-habitantes01-_dp18128 02-08-esquerda-_dp16985 03-02-e-03-dupla-_dp17058 04-05-direita-12291264_1083388428340604_6670254865882662021_o 05-_dsc1403 06_mg_1149_novo 07-06-e-07-meia-dupla-clara-bahia_salvador_cos0168 08-07-e-08-dupla-co001045-quem-somos-nos 09-08-esquerda-913 10-08-e-09-meia-dupla-1110 011-14-e-15-1236 012-09-direita-0028 014-10-esquerda-83 015-09-e-10-meia-dupla-brasil-bom-e-bola091 016-12-e-13-forte-fortaleza_cos0005 017-10-e-11-co-118 018-12-e-13-meia-dupla-194204 018-1-10-esquerda-co001057-quem-somos-nos 19-0-839 020-10-e-11-dupla-co-228 021-14-e-15-dupla-207109-2 022-_dp10944 022-_dp12711 024-12-e-13-dupla-untitled-3 025-11-e-12-meia-dupla-_dp11371 026-_cos9518 027-0-855 028-02-e-03-meia-dupla-_dp11170 028-_cos4333 030-_cos5615 031-01-e-02-00035 032-capa-_parabelem_mosqueiro_cos0049 033-13-e-14-meia-dupla-cos-1028 034-10-e-11-meia-dupla-cos025 035-10-e-11-cos063 036-a 037-02-e-03-cos017 038-b 039-13-direita-007 040-10-e-11-meia-dupla-celso-oliveira-4274 041-14-e-15-meia-dupla-cos196 042-5-4-e-5-direita-pernambuco__0420 043-12-e-13-cos-395 044-2-e-3-dupla-191320 045-16-e-17-dupla-forte-fortaleza_cos0044 046-capa-quem-somos-nos 047-04-e-05-meia-dupla-os106 048-capa-cos002 049-04-e-05-meia-dupla-cos-1277 050-01-capa-qsn-o-007

Projeto de ampliação da Casa Amarela é apresentado ao reitor da UFC
ft_200210_caeo2_gr-1-768x576

O projeto de ampliação da Casa Amarela Eusélio Oliveira foi apresentado na manhã desta segunda-feira (10/02) ao Reitor da Universidade Federal do Ceará, Cândido Albuquerque. Junto com a ampliação do equipamento, destaque para a criação do Memorial do Cinema Brasileiro. A ideia, inédita no Brasil, consiste em um museu digital interativo voltado para a sétima arte, com grande potencial educativo e turístico.

Para tratar da reformar e ampliação desse importante equipamento cultural da UFC, o reitor Cândido Albuquerque recebeu em seu gabinete o diretor da Casa Amarela, Wolney Oliveira, o secretário estadual da Ciência e Tecnologia e Educação Superior, Inácio Arruda, o secretário estadual da Cultura, Fabiano Piúba, os professores do Departamento de Arquitetura e Urbanismo e Design da UFC Romeu Duarte e José Sales, e o técnico em audiovisual da Casa Amarela, Nonato Neves.

Durante a reunião, Wolney Oliveira explicou que a proposta de ampliação da Casa Amarela prevê uma série de mudanças em sua estrutura, que passaria a ocupar uma área total de cerca de 8 mil metros quadrados, em um prédio vertical. O projeto contempla a construção de salas de aula, biblioteca especializada, incubadora de empresas juniores da área de audiovisual, sala de cinema completamente acessível a pessoas com deficiência, estacionamento, entre outras unidades.

 

Já o Memorial do Cinema Brasileiro será instalado em uma área de 1.100 metros quadrados. Trata-se da ideia de um museu digital e interativo, com telas de projeção contínua, nos moldes do que é visto no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.

Com apoio da Secretaria da Cultura e da Secretaria da Ciência e Tecnologia e Educação Superior, a proposta da ampliação da Casa Amarela reforçar o potencial do chamado Corredor Cultural do bairro Benfica, onde também estão situados equipamentos como o Museu de Arte da UFC (MAUC), o Teatro Universitário Paschoal Carlos Magno, o Conservatório de Música Alberto Nepomuceno, entre outros.

Apoio da universidade

O Prof. Cândido Albuquerque ouviu do grupo os detalhes da proposta e demonstrou apoio à ampliação da Casa Amarela, que atua no desenvolvimento do cinema e audiovisual no Ceará e no Brasil. “A Universidade e a sociedade precisam conhecer o valor de nossa Casa Amarela”, afirmou.

O reitor lembrou que tem se empenhado na captação de recursos para obras prioritárias da gestão, que incluem a conclusão de blocos didáticos, laboratórios e obras de acessibilidade nos campi da Capital e do Interior, e discutiu com o grupo alternativas de financiamento para a reestruturação da Casa Amarela.

De acordo com os secretários Fabiano Piúba e Inácio Arruda, estão entre possíveis fontes de recurso os editais públicos do Mecenato Estadual e da Lei Rouanet, além de emendas parlamentares e agências nacionais e internacionais de fomento à cultura, ciência e tecnologia.

Segundo o diretor da Casa, Wolney Oliveira, uma vez que a proposta foi aprovada pela Reitoria, o trabalho de captação de recursos será empreendido pela equipe envolvida para a elaboração do projeto executivo e, posteriormente, para a viabilização das obras.

Fonte: Casa Amarela Eusélio Oliveira

Assessoria de Comunicação da UFC.

CASA AMARELA ABRE INSCRIÇÕES PARA OS CURSOS BÁSICOS DE CINEMA E FOTOGRAFIA